Blog x Landing Page: Quais as diferenças e para o que serve cada um?

No mundo dinâmico que é o do marketing digital, constantemente surgem ferramentas novas e poderosas. Embora diferentes em função e design, o blog e a landing page são elementos que desempenham papéis cruciais em uma estratégia de marketing digital bem-sucedida.

Enquanto o blog é como o coração do conteúdo de um site, não apenas fornecendo informações, mas ajudando a estabelecer a autoridade médica.

Assim, as landing pages são a espinha dorsal das conversões, sendo criadas com um único objetivo em mente: converter visitantes em pacientes.

Neste artigo, explicaremos as funções do blog e das landing pages e como elas podem complementar-se mutuamente e potencializar sua estratégia de marketing médico. Continue lendo!

O que é uma landing page?

As landing pages são páginas projetadas com o objetivo de converter visitantes em pacientes. Diferentemente das outras páginas do site médico, a landing page tem um tema claro e com o foco voltado completamente ao agendamento de consultas ou outras formas de conversão.

Por exemplo: Um cirurgião plástico que deseja ampliar a quantidade de cirurgias de orelhas que realiza pode criar uma landing page sobre “Otoplastia”. Assim, quando um visitante clica em algum dos seus anúncios pagos durante uma busca específica sobre o tema, ele encontra uma página que fala exclusivamente sobre a técnica cirúrgica – exatamente o que ele busca.

As landing pages oferecem vários benefícios significativos, especialmente quando usadas de forma estratégica em campanhas de marketing digital. Aqui estão alguns dos principais:

  • Fácil integração com outras estratégias de marketing médico: As landing pages são o ponto de chegada de diversas estratégias de marketing médico, como campanhas de e-mail, anúncios pagos, mídias sociais e SEO, aumentando também o retorno do investimento no marketing.
  • Mensagens claras e segmentadas: As landing pages possibilitam a criação de mensagens claras e segmentadas para satisfazer os interesses e necessidades de um público-alvo específico, algo que muitas vezes não se consegue em uma página comum do site, por exemplo.
  • Redução do Custo por Aquisição: Ao aumentar as taxas de conversão e otimizar as campanhas de marketing, as landing pages podem, consequentemente, reduzir o custo por aquisição de clientes.
  • Maior relevância para o tráfego pago: Quando usadas em conjunto com campanhas de publicidade paga, como Google Ads ou Meta Ads, as landing pages podem aumentar a relevância e, consequentemente, o desempenho dessas campanhas.
  • Aumento da autoridade: Mesmo criadas com o objetivo de conversão, os profissionais de saúde podem usar as landing pages como ferramentas para aumentar sua autoridade, valorizando a percepção do paciente através de conteúdo rico e bem trabalhado.

Caso você queira saber mais detalhadamente sobre as landing pages, leia também este artigo.

O que é o blog?

Nos sites médicos, os blogs servem como ferramenta eficaz de informação e comunicação, conectando profissionais de saúde aos pacientes.

Além disso, os blogs também funcionam como instrumentos para promoção do reconhecimento do site médico pelos motores de busca organicamente. Nesta aba, o médico pode publicar artigos que contenham informações baseadas em evidências sobre o campo da saúde, abordando tópicos como prevenção de doenças.

Os principais benefícios do blog para o site médico são:

  • Conscientização de pacientes em potencial: Os blogs funcionam como uma ferramenta para reunir informações que conscientizem o público sobre questões de saúde relacionadas à sua especialidade médica.

Quando pacientes acessam um artigo rico em conteúdo, eles se tornam mais informados sobre suas necessidades médicas, mesmo não sendo imediatamente.

  • Aumento da visibilidade online através do SEO: Para um site médico, estar bem-posicionado nos motores de busca é crucial para atrair pacientes e se estabelecer online como uma referência em sua área de especialização.

Portanto, blogs otimizados com palavras-chave, meta tags e com conteúdo relacionados à atuação do médico podem impactar significativamente no aumento da visibilidade do site.

  • Fortalecimento da credibilidade e autoridade: No setor médico, a confiança e fidelização do seu paciente é um fator chave. Um blog bem alimentado, com conteúdo de responsabilidade, pode estabelecer o profissional como uma autoridade confiável no campo da saúde, sendo indispensável para reter pacientes.
  • Conteúdo duradouro e que se torna referência: Na área da saúde, muitos tópicos mantêm sua relevância ao longo do tempo. Artigos de blog bem escritos e informativos podem se tornar um recurso referencial para pacientes e outros profissionais, gerando tráfego contínuo para o site e se estabelecendo organicamente em uma boa posição nos motores de busca, como o Google.

Sendo assim, o blog atua na estratégia de marketing como um fortalecedor do SEO.

Entretanto, na construção de credibilidade e da criação de conteúdo de longa duração que pode gerar um alto número de tráfego orgânico no site.

Eu devo investir em artigos para o meu blog ou na landing page?

A decisão de investir em um blog, em uma landing page para o seu site médico depende dos seus objetivos específicos de marketing e público-alvo.

Na Sitese, nós recomendamos que ambos sejam valorizados, porque posteriormente, eles podem se beneficiar mutuamente. No entanto, a decisão dependerá do seu objetivo no momento.

Portanto, se você está focado em gerar leads, promover serviços específicos e agendar consultas ou cirurgias e ter resultado a curto prazo, a landing page é a melhor opção, já que elas são cruciais para o sucesso do seu tráfego pago.

Caso o seu objetivo seja de estabelecer autoridade na sua área médica, educar seu público sobre as condições médicas e tratamentos da sua especialidade.

Além de aumentar o tráfego orgânico do seu site, para impulsionar também sua landing page, investir em artigos para o blog é uma excelente escolha.

Clique aqui para agendar uma reunião inicial com a Sitese


Estrutura do Blog vs. Landing Page

Assim, a estrutura para blog e landing page é bem parecida, ambos precisam ser completos, tirar todas as dúvidas do paciente e serem otimizados para SEO. Veja as maiores diferenças e semelhanças entre eles:

Principais Diferenças

  • Um artigo para blog deve conter o máximo de links possíveis com outros conteúdos publicados anteriormente, mantendo o visitante dentro do site o máximo possível. A landing page, em contrapartida, tem intenção apenas de conversão, então é indispensável reter o paciente dentro da própria página até que ele decida agendar uma consulta, sem distrações.
  • A linguagem utilizada na landing page e nas publicações do blog são diferentes. Enquanto a landing page visa ser mais direta ao responder as dúvidas do visitante, uma publicação no blog costuma citar mais exemplos e imagens em sua composição.
  • A landing page apresenta uma estrutura mais dinâmica e interativa, dispondo os conteúdos de maneira mais atrativa ao usuário, com o uso de ícones, faixas e separadores. Por outro lado, no blog, o conteúdo se organiza de maneira mais contínua, interrompido apenas por imagens.
  • Cada publicação do blog inclui conteúdo sobre um tópico em específico, de forma mais aprofundada e menos objetiva que na landing page.

Na landing page de um ortopedista especialista em coluna, ele aborda tudo sobre os diferentes tipos de escoliose, no blog ele abordará cada tipo em um artigo diferente.

Principais Semelhanças

  • As estratégias para otimizar o SEO tanto dos posts de blog quanto das landing pages para motores de busca são semelhantes, incluindo o uso de palavras-chave em sua estrutura e descrição e meta tags em sua configuração;
  • Contudo, ambos devem ser adequados para responder as dúvidas dos pacientes com conteúdo rico e informativo.

É mais favorável integrar as postagens do blog ou as landing pages nas redes sociais?

Depende da intenção!

Para conversão em campanhas de anúncios pagos, por meio do Meta Ads, redirecionar o paciente diretamente para a sua landing page é favorável.

Esse tipo de visitante, mais qualificado para converter, encontrará de cara na página a solução para suas dores de maneira mais rápida.

Mas você também pode integrar as postagens do blog às redes sociais, como Instagram, LinkedIn.

E até mesmo YouTube, de forma orgânica, compartilhando resumos ou criando publicações relacionadas aos artigos publicados na aba.

homem navegando entre blog e landing page

Como integrar o blog do meu site com as landing pages?

Uma forma de integrar o blog com landing pages é por meio dos backlinks – links voltados a destinar visitante a uma página no mesmo site. Assim, conforme forem criados artigos para o blog com temáticas que se associem a landing pages existentes no seu site, elas podem ser linkadas como um “leia mais” para quem visita.

Sendo assim, landing page é uma página para reter o paciente e gerar a conversão, a ideia é que saia dela direto para agendar uma consulta.

O blog e a landing page, embora distintos, são componentes fundamentais de uma estratégia de marketing médico de sucesso. Enquanto o primeiro funciona como um centro de conteúdo informativo, a landing page é essencial para a conversão destes visitantes em pacientes.



Se você deseja elevar seu marketing médico a outro nível, a hora é agora!

Agende uma reunião conosco para estudarmos a melhor estratégia para atrair e reter mais pacientes com o seu marketing digital.


Clique aqui e agende uma consultoria gratuita



Entre em contato agora e tire todas as suas dúvidas:

+55 (71) 99602-6403

Ligue agora

Envie uma mensagem pelo WhatsApp