Landing Page: O que é e por que um médico precisa ter?

Uma das práticas mais comuns da “geração da internet” é a de pesquisar sintomas ou profissionais de saúde no famoso Google. Isso foi tão popularizado que a plataforma comumente é chamada também de “Dr. Google”.

Hoje em dia, muitos pacientes têm a noção sobre o atendimento médico que necessita e usa os motores de buscas para encontrá-los. Para o profissional de saúde, a oportunidade de aparecer nestes resultados pode ser extremamente benéfica para atrair novos pacientes. E como isso é possível? Através da landing page!

Saiba mais sobre o que são landing pages, porque são importantes para os médicos e se diferem das demais páginas do seu site, continue lendo.

O que é landing page?

A landing page, também chamada de “página de destino”, é uma página independente ao site projetada a fim de capturar os visitantes que chegam a partir de um link específico, como anúncios pagos ou outras campanhas de marketing.

A página de destino tem como objetivo central capturar leads, servindo para promover um serviço ou produto ou, no caso da medicina, um tratamento específico.

Qual a relevância da landing page para médicos?

Quando um paciente busca no Google por uma necessidade médica que tem no momento, ele não está buscando por todos os tratamentos que o médico realiza, mas algo específico para atender a demanda atual dele. Então, para o paciente e para o médico, é mais relevante que apareça um resultado de pesquisa que o direcione diretamente para a solução daquela dor dele.

No marketing médico, caso o especialista queira divulgar um tratamento específico, ele pode usar a landing page como a página para a qual direcionará o paciente ao encontrar seu anúncio no Google, YouTube, Instagram ou outros meios de divulgação online.

Assim, ao investir em landing pages bem estruturadas, o profissional pode não só aparecer mais facilmente nos resultados de busca.

Mas também oferecer conteúdo específico e atraente que responda diretamente às preocupações e perguntas do paciente, estabelecendo uma boa primeira impressão.

Como o design da landing page é projetado?

O design da página de destino, projetado especificamente para visitantes que acessam o site a partir de um anúncio específico, focado no serviço que está sendo divulgado.

Por exemplo: Se um dermatologista que trabalha tanto com procedimentos estéticos quanto com tratamentos para doenças da pele deseja promover a “aplicação de preenchimento labial” e cria um anúncio voltado a promoção desse procedimento, o público-alvo que chegar naquela campanha será redirecionado a uma página específica sobre isso.

Dentro da landing page, o design é todo otimizado para a conversão. A página de destino, além de ser focada em informações para incentivar o visitante a virar um lead, ainda conta com call-to-action (chamada para a ação) evidente e contato por todas as faixas.

Portanto, é preciso que a landing page tenha um design claro e responsivo para o visitante.


Qual deve ser a estrutura de uma landing page?

  • Cabeçalho atraente: Quando o visitante chegar a landing page, o cabeçalho é a primeira coisa que ele irá visualizar. Então, é importante que ele encontre uma chamada atrativa para o conteúdo, que aborde exatamente a dor dele e mostre que há solução;
  • Conteúdo relevante: Como é uma página destinada a promover um tratamento, é importante que o conteúdo da landing page seja claro, conciso e focado nos benefícios do tratamento, em tirar as dúvidas do paciente e que tenha uma linguagem acessível ao seu público;
  • Imagens de alta qualidade: Imagens relevantes e de alta qualidade também podem ajudar na hora de capturar a atenção do visitante ou explicar visualmente o serviço ou doença. Por exemplo, ilustrações da anatomia da região do corpo afetada;
  • Chamadas para ação (CTAs): O foco da landing page é a conversão. Dessa forma, é necessário que a página tenha CTAs que incentive os visitantes a realizar uma ação específica, agendar uma consulta.
  • Elementos de confiança: Mostrar elementos que fortaleçam a autoridade no tratamento daquela condição também é importante em uma landing page. Assim, é possível adicionar informações sobre avaliações de outros pacientes, afiliações, associações ou certificações para aumentar a confiança do paciente.


Qual a diferença entre a landing page e a página principal do site?

Por isso, ao contrário de como ocorre no site completo, ao acessar a sua landing page, o paciente encontrará exatamente a solução para as dores dele.

Se um paciente com diagnóstico ou suspeita de escoliose busca por “tratamento para escoliose” no Google e decide acessar uma landing page voltada a este tema em específico. Assim, ele não será bombardeado por mais condições ou tratamentos que não são do seu interesse naquele momento. Na realidade, ele encontrará justamente o que está buscando e isso aumenta exponencialmente as chances de ele agendar uma consulta.

Benefícios da landing page para o marketing médico

  • Integração com suas outras estratégias de marketing: Você pode integrar as landing pages com outras estratégias, como e-mail marketing, mídias sociais, e campanhas de tráfego pago.
  • Aumentar as taxas de conversão: Investir em landing pages é a melhor opção para aumentar, as taxas de conversão das suas campanhas de marketing. Nesse caso, o tráfego pago pode direcionar de forma mais efetiva os pacientes.
  • Diminuir o CPC das suas palavras-chave: Na landing page, o conteúdo desenvolvido é altamente focado e relevante para um conjunto de palavras-chave. Dessa forma, melhora a qualidade e a relevância do site, aumentando o índice de qualidade dos anúncios, diminuindo o custo por clique (CPC).
  • Aumento da autoridade na sua especialidade: A landing page também é importante para o aumento da autoridade do médico no meio digital. Quando uma página com conteúdo específico sobre sua dor recebe um visitante, este automaticamente perceberá que o profissional possui expertise no tratamento.

Quero agendar uma reunião inicial com a equipe da Sitese

Como o conteúdo da landing page se diferencia da aba do blog?

Muitas pessoas ficam confusas quanto a funcionalidade da landing page e como ela se difere da página do blog dentro do site. Então, a principal diferença entre uma página de destino e o blog está na finalidade e no tipo de conteúdo que cada uma apresenta.

Enquanto a landing page é uma página projetada para receber visitantes que acessaram o seu site por meio de um link específico. A aba do blog é uma seção dentro do site voltada a publicação de conteúdos mais extensos, como artigos, postagens, notícias e informações.

processo de criação de uma landing page

No blog, o conteúdo publicado pode ter caráter informativo ou educacional sobre a sua especialidade e impulsionar, a longo prazo, o engajamento orgânico do seu site, ou seja, os acessos resultantes de buscas orgânicas, não anunciadas.

Por outro lado, nesse texto, o resultado é mais imediato já que a página é pensada para a conversão de pacientes e direcionamento para uma ação específica – a de agendar uma consulta.

O que devo fazer após minha landing page ser publicada?

Portanto, após publicar a página, você deve iniciar outra etapa importante: monitorar os resultados.

Você pode realizar o monitoramento de resultados através de ferramentas como o Google Analytics, analisando o tráfego da sua landing page a partir das métricas como número de visitantes, fontes de tráfego, tempo de permanência na página e taxa de rejeição.

Contudo, é importante acompanhar as conversões, isso pode ser feito através do preenchimento de formulários, cliques em números de telefone, downloads de e-books, ou agendamentos de consultas. Entender o que leva à conversão é importante para ajudar a otimizar a estratégia.

Como promover a minha página de destino médica?

Além das campanhas de marketing e anúncios pagos, existem outras técnicas para promover a landing page e aumentar os acessos orgânicos dela, como por exemplo:

  • Otimizar para SEO: Uma estratégia para aumentar as chances de um paciente encontrar a sua landing page é focar em otimizar as configurações de tráfego orgânico. Assim, enriquecendo sua landing page para os motores de busca. Uma das formas de ampliar o seu acesso orgânico é através do uso de título, palavras-chave e descrição otimizados para o SEO.
  • Inclua links para a sua landing page em outras páginas relevantes do seu site: Por exemplo, se a landing page é sobre um tratamento específico. Você pode adicionar links para ela em páginas relacionadas a esse tratamento ou condição – como em artigos. Isso não só ajuda os visitantes a encontrar informações relevantes facilmente, mas também melhora o SEO interno do seu site.
  • Adicionar a landing page a página principal do site: É uma maneira de garantir a maior visibilidade para a landing page, atraindo a atenção dos visitantes.

Veja o exemplo da Sitese:

landing page da sitese

Slide que direciona à landing page na página principal


Ao selecionar o “Tenho Interesse” na página principal do site da Sitese, o visitante é direcionado para uma página de destino exclusiva sobre o serviço que ele tem interesse.
Cabeçalho da landing page de “Criação de Sites”

Após a promoção da página e levando como base nos dados coletados e no feedback recebido, é possível identificar se são necessários ajustes para melhorar o desempenho da página de destino.

Lembre-se, o sucesso de uma landing page também depende da constante monitoração, otimização e integração com suas estratégias de marketing médico.

Investir em landing pages, além de aumentar a sua autoridade na sua especialidade, também pode aumentar exponencialmente o retorno do seu marketing médico. Caso tenha dúvidas, a Sitese pode te ajudar!

Nossos profissionais altamente capacitados trabalham para elevar sua autoridade médica e atrair mais pacientes para você ou sua clínica.


Clique aqui e agende uma consultoria gratuita



Entre em contato agora e tire todas as suas dúvidas:

+55 (71) 99602-6403

Ligue agora

Envie uma mensagem pelo WhatsApp