Por que o médico precisa ter uma rede social?

As redes sociais são capazes de oferecer algo que a maioria dos profissionais, especialmente aqueles que trabalham em um mercado saturado, mais precisam hoje em dia: visibilidade. Então, se você, médico, se pergunta se precisa ter uma rede social, a resposta é: sim!

Neste artigo, você entenderá as vantagens de ter uma rede social e como ela pode ser importante para a sua estratégia de marketing digital. Continue lendo!

Médico usando sua rede social

Com o constante crescimento das redes sociais e a adesão por grande parte da população, a presença online se tornou indispensável para diversos grupos, incluindo o de profissionais da saúde.

Além disso, há uma crescente influência da internet na tomada de decisões de saúde. Dentro desse contexto, o uso estratégico das redes sociais pode ser uma alavanca significativa para o crescimento profissional do médico, por meio do marketing digital.

As especialidades e os tipos de conteúdo

A especialidade também influenciará na forma como o seu conteúdo será visto e recebido pelo público das redes sociais, determinando o tipo de publicação que trará mais retorno e engajamento, assim como quais pacientes irão acompanhá-las. Isso porque existem dois grupos de especialidades médicas dentro do marketing médico, sendo as de necessidade e as opcionais.

O que seria uma especialidade necessária?

A especialidade que é considerada como uma “necessidade” é aquela que o paciente não pode deixar de consumir, ou seja, que é essencial para a sua saúde geral. Três exemplos de especialidades que podem ser indispensáveis ao paciente são:

  • Cardiologista;
  • Ortopedista;
  • Oncologista.

Talvez nem todos os pacientes queiram acompanhar nas redes sociais as especialidades médicas consideradas necessárias, mas por que acompanham então? Porque eles querem ter uma conexão com o médico que está fazendo o seu tratamento.

Em muito dos casos, o paciente não busca um profissional destas especialidades de forma esporádica, mas para ter todo um acompanhamento, não somente uma consulta. Portanto, seguir esse médico na rede social é importante tanto para que o paciente se conecte a ele, saiba mais da autoridade na área médica e se sinta mais seguro, quanto também para lembrar de continuar o tratamento ou remarcar uma consulta.

Quais são as especialidades médicas de consumo opcional?

A especialidade de consumo opcional é aquela que trata condições que não necessariamente afetam a saúde física, podendo ser preocupações estéticas ou doenças que não exigem tratamento rápido. Assim, o paciente não tem necessariamente a urgência de se consultar com um médico desta área, podendo agendar uma consulta naquele momento ou não.

Contudo, algumas das especialidades médicas de consumo opcional nas redes sociais são:

  • Dermatologia Cosmética;
  • Cirurgia Plástica Estética.

Diversos fatores, como a atualização sobre procedimentos – desmistificando objeções –, cuidados pós-operatórios, novas tecnologias e tendências, podem impulsionar o interesse dos pacientes em acompanhar especialidades médicas de consumo opcional nas redes sociais. Assim como para acompanhar depoimentos de pacientes satisfeitos.


Sendo assim, as redes sociais oferecem uma plataforma para médicos se conectarem com seus pacientes de maneira mais pessoal, ajudando na construção de um senso de proximidade, lealdade e reforçando a autoridade.

É importante ressaltar a necessidade de o profissional de saúde respeitar as diretrizes éticas e legais relacionadas à publicidade na área médica, garantindo que o conteúdo seja verdadeiro e esteja preservando a privacidade dos pacientes.


Vantagens das redes sociais para médicos

Construção de proximidade com os pacientes

Por meio das redes sociais, é possível construir uma sensação de proximidade entre o médico e o paciente. Assim, um dos fatores é pela possibilidade de contato mais rápido que o visitante poderá ter com o profissional por meio dos comentários em publicações ou em chat privado.

Às vezes, ao responder uma pequena dúvida em uma publicação ou comentário das redes sociais, o médico pode levar o paciente a agendar uma consulta tanto pela sensação de acolhimento, mas também por perceber o profissional como uma autoridade na área por ter tirado suas dúvidas.

Fidelização e recorrência de pacientes

Principalmente para especialidades com maior recorrência de pacientes, como ginecologistas, criar perfis médicos nas redes sociais e manter uma grade de conteúdo sobre sua rotina faz com que o profissional de saúde crie uma ponte entre ele e o público. Além da prática reforçar a fidelização dos pacientes que já conhecem seu trabalho, também é possível gerar mais recomendação e agendamentos em seu consultório.

Reforço de tratamentos e procedimentos

Dermatologistas e cirurgiões plásticos podem ser acompanhados por pacientes que têm o desejo de realizar um procedimento estético, mas ainda possuem objeções. Neste caso, as redes sociais são vantajosas para que o médico consiga reforçar os benefícios daquele tratamento ou procedimento cirúrgico, além de desmitificar os medos que existem em torno dele.

Se um profissional que realiza preenchimento labial compartilha depoimentos de sucesso de pacientes que tiveram sua autoestima mudada com o procedimento, um paciente em potencial que já tem interesse em fazer a técnica e o acompanha poderá ter o seu desejo reforçado, tornando-se mais confiante, assim como disposto a enfrentar suas objeções.

Possibilidade de conseguir mais atendimentos particulares

Já ficou claro que quando um paciente em potencial acompanha as publicações e o trabalho de um médico por um longo período, independente da área de especialização, ele acaba se tornando familiarizado e confiando ainda mais no seu trabalho, certo?

Então, conforme o paciente tem o médico como referência na sua especialidade médica, de necessidade ou opcional, maior é a tendência de ele considerar marcar uma consulta com o profissional independente do custo. Isso porque o paciente não estará simplesmente buscando um “especialista em X”, mas sim aquele profissional que ele já conhece e confia na autoridade diante do que ele busca.

Criação de campanhas de anúncios pagos

Com as redes sociais, como o Facebook, Instagram ou YouTube, é possível fazer campanhas de anúncios pagos que estejam ligados a tratamentos que você realiza e deseja promover. Também é possível fazer o remarketing para pacientes que já tenham visitado seu site ou suas redes sociais, a fim de agendarem uma consulta.

A Sitese é uma agência de marketing digital especialista no gerenciamento de redes sociais para profissionais da saúde, conheça alguns dos perfis que gerenciamos.

Quero agendar uma reunião inicial com a equipe da Sitese


O que devo publicar em minhas redes sociais?

Um perfil médico nas redes sociais pode publicar uma série de conteúdos, como:

Novas tecnologias e inovações

É interessante postar informações sobre novos serviços, inovações da área médica e o uso de tecnologias avançadas utilizadas nos tratamentos;

Depoimento de pacientes

Histórias de sucesso podem ser inspiradoras para outros pacientes, humanizando a prática médica e mostrando o impacto positivo do tratamento;

Responder perguntas dos pacientes

Plataformas, como o Facebook e o Instagram, também permitem interações para que os pacientes enviem perguntas e o médico responda suas dúvidas;

Postagens motivacionais

É reconfortante para o paciente receber mensagens que promovam a saúde e uma visão positiva da medicina e do cuidado com o outro.

Entretanto, o material final a ser publicado dependerá de diversos fatores particulares de cada estratégia de marketing digital e de seus objetivos individuais.

Saiba como começar a traçar sua estratégia de marketing nas redes sociais e como elas influenciam na sua marca médica.

Como conectar suas redes sociais ao seu site

Conectar as redes sociais ao site é uma estratégia chave para criar um ecossistema integrado e aumentar a eficácia das demais ações e campanhas. Pode-se integrar através de:

  • Links entre rede social e site: É feita a inclusão de ícones facilmente reconhecíveis em locais estratégicos do site, como rodapé ou página de contato. A divulgação do link de publicações no blog nas redes sociais também é uma estratégia;
  • Desenvolvimento de conteúdo: É possível elaborar conteúdos para o blog que virem material para as redes sociais, criando uma ligação e comunicação entre as ferramentas;
  • Campanhas de anúncios pagos: As campanhas de anúncios pagos nas redes sociais podem direcionar o tráfego para páginas específicas do seu site. Preferencialmente, para as landing pages, que contêm um conteúdo mais bem voltado para a conversão do paciente do que a própria rede social. 

Se você interesse em dar início a sua estratégia de marketing digital nas redes sociais, saiba que estamos dispostos a te ajudar!

A SITESE conta com profissionais altamente capacitados para alavancar os resultados de marketing digital para médicos. Juntos, vamos começar a planejar uma estratégia completa para você ou sua clínica! 


Clique aqui e agende uma consultoria gratuita



Entre em contato agora e tire todas as suas dúvidas:

+55 (71) 99602-6403

Ligue agora

Envie uma mensagem pelo WhatsApp