AI background business technology, digital transformation

Saiba os riscos de usar IA no seu Marketing Médico

A inteligência artificial (IA) tem transformado o cenário do marketing digital, oferecendo automação, personalização e insights valiosos que antes eram inimagináveis. No entanto, junto com suas vantagens, surgem também desafios que os profissionais da saúde e os especialistas em marketing devem considerar.

Sendo assim, será que é seguro utilizá-la sem supervisão humana? 

Este artigo foi criado para alertar você sobre esses riscos e oferecer dicas práticas para minimizá-los, garantindo uma estratégia de marketing segura e eficaz.


Saiba os riscos de usar IA no seu Marketing Médico

O que é IA no Marketing Médico?

Antes de mergulharmos nos riscos, é importante entender o papel que a IA pode ter no marketing médico. A IA pode ser utilizada para automatizar processos, analisar grandes volumes de dados, personalizar e otimizar campanhas e até mesmo prever tendências de mercado. No entanto, sua implementação também possui desafios e considerações importantes. 


Os principais riscos de usar IA

Falta de personalização adequada

Um dos principais desafios ao utilizar IA no marketing médico é a falta de personalização adequada. Algoritmos de IA podem automatizar a criação de conteúdo para websites, mídias sociais e até mesmo respostas automáticas em atendimentos online. No entanto, sem supervisão humana adequada, existe o risco de que essas interações se tornem genéricas ou robotizadas. Isso pode comprometer a eficácia das campanhas de marketing e afetar negativamente a percepção dos pacientes sobre a qualidade do atendimento oferecido pela clínica.

Imprecisão de informações e origem desconhecida

Outro desafio é a imprecisão das informações geradas e a falta de transparência sobre a origem dessas informações. A IA pode não ter a capacidade de diferenciar entre fontes confiáveis e informações questionáveis, o que pode resultar na disseminação de dados incorretos ou desatualizados, podendo impactar negativamente a visibilidade online da clínica.

Riscos de penalização pelos motores de busca

Além dos desafios internos, há também o risco de que os motores de busca identifiquem conteúdo gerado por IA como spam ou de baixa qualidade.


Leia também: 


Riscos de usar IA para SEO

Sabemos que, no campo do marketing, uma das tarefas mais demoradas de ser concluída é o Marketing de Conteúdo e, por isso, pode ser tentador considerar a IA como uma maneira de reduzir o tempo gasto na criação de conteúdo. Além disso, é importante deixar claro que não estamos desvalorizando o uso da IA nesses casos, mas sim enfatizando a importância de utilizá-la de maneira estratégica, evitando simplesmente copiar e colar conteúdos.

Por isso, sendo o SEO uma das principais formas de gerar conteúdo no marketing médico, separamos um tópico exclusivo para o uso de IA no SEO. Veja os riscos: 

  • Utilidade e confiabilidade: A IA nem sempre produz conteúdo útil e confiável. Informações imprecisas ou mal interpretadas podem prejudicar a reputação do site e a confiança dos usuários, especialmente em áreas sensíveis como saúde.
  • Diferenciação e originalidade: O conteúdo gerado por IA pode parecer genérico ou não diferenciado, o que pode não ser eficaz para destacar um site em um mercado competitivo. A criatividade e a habilidade humana de criar conteúdo original e envolvente são aspectos que IA ainda não pode replicar completamente.
  • Espessura do conteúdo: Além disso, conteúdos gerados por IA muitas vezes carecem de profundidade e detalhamento. Eles podem fornecer uma visão superficial de um tópico, mas falham em oferecer exemplos concretos, explicações detalhadas ou contextos que realmente enriquecem a compreensão do leitor.
  • Necessidade de exemplos: As ferramentas de IA muitas vezes falham em fornecer exemplos práticos que tornam o conteúdo mais útil e aplicável para os usuários. 
Além disso:
  • Risco de violação das políticas de spam do Google: Conteúdos gerados por IA, se não forem cuidadosamente revisados e ajustados para adicionar valor, podem ser percebidos como spam pelos mecanismos de busca. Isso pode levar à desindexação do conteúdo ou à penalização do site, prejudicando a visibilidade nos resultados de pesquisa.
  • Experiência do usuário: A IA muitas vezes não consegue captar sutilezas que tornam a experiência do usuário agradável e intuitiva. Humanos têm a capacidade de planejar e estruturar o conteúdo de maneira estratégica, organizando informações de forma lógica e fácil de navegar. Isso contribui significativamente para a compreensão e retenção de informações pelos usuários.
  • Valor para o usuário: Além disso, a falta de valor percebido para o usuário é um grande problema. Páginas bem classificadas nos mecanismos de busca geralmente vão além de simplesmente responder à consulta inicial. Elas fornecem informações adicionais, insights úteis e uma perspectiva mais abrangente que realmente ajuda o usuário a entender o assunto de maneira mais completa.
  • Intenção de pesquisa: Por fim, mas não menos importante, é essencial entender que a IA tem limitações na análise da intenção de pesquisa dos usuários. Embora possa sugerir palavras-chave populares, a criação de respostas relevantes e informativas ainda depende do entendimento humano, das necessidades dos pacientes e profissionais de saúde, além da capacidade de adaptar o conteúdo com base no feedback e nas mudanças no setor médico. 


Para reduzir os riscos associados ao uso da Inteligência Artificial (IA) no marketing médico, a Sitese oferece uma abordagem estratégica e humana. Com nosso conhecimento especializado, ajudamos clínicas a implementar IA de forma segura, garantindo personalização adequada, precisão de informações e conformidade com as diretrizes de SEO. Juntos, navegamos no avanço tecnológico com responsabilidade e excelência em marketing médico.